Seguidores

11 de fev de 2012

4ª LIÇÃO: SALMOS FALAM DE RELACIONAMENTOS


ESCOLA  BÍBLICA DOMINICAL -  IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS - 
CAPINÓPOLIS – MG.                       4ª  AULA  22/01/2012
SALMOS FALAM DE RELACIONAMENTOS - LIÇÃO PRÁTICA


 
Objetivos: *    Explicar de que maneira as pessoas influenciam ou são influenciadas;
* Demonstrar a influencia do meio sobre o homem;
* Dar exemplo de situações bíblicas:
2-    REALIZAÇÃO DA PESQUISA DA SEMANA;
________________________________________________
3- DINÂMICA:
TESTEMUNHO DE FÉ
OBJETIVO : Mostrar que a fé (e o crescimento nela) é profundamente social.

MATERIAL : Uma bíblia para cada grupo.

DESENVOLVIMENTO : O animador orienta os participantes : Na nossa vida cotidiana, nos encontramos constatemente com pessoas que exercem uma influência grande sobre a nossa vida. Esta influência tanto pode ser positiva como negativa. o que se deve fazer diante da consciência desse fato?
Depois disso, cada um, em particular, identifica entre seus amigos, vizinhos, parentes : quantos realmente crêem? Quantos são católicos não praticantes? quantos mudaram de religião nos últimos tempos? Quantos vivem a fé, apenas seguindo os mandamentos ao pé da letra? Ainda em particular, cada um coloca por escrito os testemunhos de fé que encontrou em sua vida. A respeito de cada testemunho de fé que encontrou, analisar as repercussões que tiveram, dentro de si, mesmo.
Em grupo de 4 pessoas, compartilhar as reflexões pessoais. Trata-se de identificar os elementos comuns. em seguida, lêem os textos : Jo 3,21 - Mt 7,21 - Tg 1,22 - Jo 9,1-38 - Lc 5,5 - Mt 15,21-28.
Aprofundar a relação entre os testemunhos escutados e os textos estudados. Tiram suas conclusões para levar à plenária.
_______________________________________________________________________________

Influência Positiva: Davi e Daniel.
o caso de Daniel e seus amigos, que ao serem escolhidos e levados para a Babilônia, não se contaminaram com as finas iguarias que eram servidas na mesa real. Estes foram, especialmente, treinados e testados para o serviço no palácio do rei. – “E o rei lhes determinou a porção diária das iguarias do rei, e do vinho que ele bebia, e que assim fossem alimentados por três anos; para que no fim destes pudessem estar diante do rei.

·         Resolutos nas decisões (Daniel 1: 8-15). O primeiro desafio enfrentado por Daniel e seus amigos os levaram à tomar uma decisão que feria um decreto real, mas por colocarem em primeiro lugar a vontade de Deus, eles optaram por obedecer a voz de sua consciência.
Daniel e seus amigos tiveram por princípio a obediência a Deus, conservando, assim, suas tradições religiosas. Por isso, Daniel resolveu não se contaminar com as finas iguarias que eram servidas aos principiantes a eunucos. A decisão de Daniel estava associada à fé e a questões religiosas.

* Influencia negativa: Absalão e Roboão


______________________________


A Bíblia mostra que, por quatro anos, Absalão se disfarçou de amigo do povo: E, quando alguém chegava perto de Absalão para se curvar diante dele, ele o segurava, abraçava e beijava (II Sm 15 :5 – NTLH). Quanta dissimulação! Ninguém percebeu que ele furtava o coração dos homens de Israel (II Sm 15 :6). Quando Absalão teve certeza absoluta de que o povo o amava mais do que a Davi, quando viu que a revolta contra o rei ficou mais forte, e os [seus] seguidores (...) aumentaram (II Sm 15:12b – NTLH), armou o último passo para seu golpe de Estado: Mentiu para Davi, dizendo-lhe que teria de ir a Hebrom para prestar um culto a Deus, como cumprimento de um voto que, na verdade, nunca fizera (15:7-9). Ele usou Deus, o culto, tudo o que pôde para seus fins políticos. Como Absalão é atual! Traições como a de Aitofel são ainda mais atuais (15:12a). O príncipe astuto sentiu-se seguro e ofereceu sacrifícios públicos em Hebrom, para manter a farsa (II Sm 15:12). Em secreto, porém, mandou as últimas orientações aos líderes das doze tribos, para que o golpe fosse perfeito: "Quando ouvirdes o som das trombetas, direis: Absalão é rei em Hebrom!" (II Sm 15:10). Os homens de bem, contudo, de nada sabiam (II Sm 15:11).

Quando Davi foi informado de que os israelitas haviam passado para o lado de Absalão (15:13 – NTLH), já era muito tarde. O conspirador maldoso acabara de realizar o sonho de sua vida: ser rei, ser poderoso, ser único. Como um rei tão capacitado como Davi permitira que atos tão reprováveis se desenvolvessem ao seu redor, sem que de nada soubesse? Não há respostas fáceis, mas não é exagero dizer que seu pecado com Bate Seba e os subseqüentes atos pecaminosos de seus filhos deixaram-no profundamente fragilizado espiritualmente. O astuto Absalão se aproveitou desse “vácuo” espiritual do rei.

Não é à toa que a Bíblia adverte: "Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar" (I Pe 5:8). A notícia de que o povo seguia a Absalão equivalia a uma declaração de guerra. Por essa razão, Davi temeu muito e teve de sair correndo de Jerusalém, levando a arca da Aliança. Ele, sua família, seus sacerdotes e conselheiros, fugiram chorando em voz alta (15 :14 -18 ,23). Sem palácio, longe do Templo, Davi mandou os sacerdotes oferecerem sacrifícios a Deus, ordenou a devolução da arca a Jerusalém e, com o coração aos pedaços, revelou um desejo incontido: "Se o SENHOR está satisfeito comigo, um dia ele me deixará voltar para ver a arca e a casa onde ela fica. Mas, se ele não está satisfeito, que faça comigo o que quiser!" (15 :25-26 – NTLH).
Como nossas atitudes se voltam facilmente contra nós! Absalão armara o golpe, sem que seu pai soubesse; agora, estava provando de seu próprio veneno. A palavra de Deus nos alerta a esse respeito: Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará (Gl 6:7).



  Método: Preleção  x grupos

Orientação Didática: Passando a Limpo

Descreva  o seu melhor amigo.

A aluna Miriele escreveu características sobre seus melhores amigosna igreja, na escola, mas amei o que ela escreveu sobre o nosso Amigo
 Fiel! Veja:
... Tenho tantas amizades e amigos, mas
 nenhum se compara a ELE, o Rei dos Reis -
 Jesus Cristo.
Ele sabe tudo sobre mim e me entende como
 ninguém.
Sempre está comigo para me ajudar
no que eu mais precisar...
Amo muito meus amigos e até inimigos...
Mas amo muito mais  o meu melhor amigo...
O amigo dos amigos - Jesus Cristo, o amado
Filho de Deus!   
                                                                              Aluna Miriele.
__________________________________________________
Conclusão e aplicação à vida do aluno.

Nenhum comentário:

DIA D 2014 SUGESTÕES

MENSAGEM: FALAR COM DEUS

MENSAGEM PARA REUNIÃO PEDAGÓGICA

FLEXIBILIZAÇÃO CURRICULAR